Nissan vai usar aço ultrarresistente e de alta formabilidade em mais modelos

Notícias - Nissan vai usar aço ultrarresistente e de alta formabilidade em mais modelos
Nissan vai usar aço ultrarresistente e de alta formabilidade em mais modelos

Nissan vai usar aço ultrarresistente e de alta formabilidade em mais modelos

YOKOHAMA, Japão A Nissan vai lançar mais modelos utilizando um novo tipo de aço, que combina alta resistência à tração com um grau de formabilidade anteriormente inatingível. O resultado dessa inovação é um automóvel mais leve e que pode ter emissões reduzidas enquanto os ocupantes ficam mais protegidos.

A Nissan é a primeira montadora do mundo a usar o aço de alta formabilidade, com uma resistência à tração de 980 megapascals, desenvolvida em conjunto pela Nissan e Nippon Steel e Sumitomo Metal Corp. A combinação de estampagem e força de estampagem possibilita a formação de peças com formas complexas que são mais finas e mais leves que as feitas de aço convencional de alta resistência à tração, mantendo a capacidade de absorver energia em uma colisão.

O utilitário esportivo Infiniti QX50, que começou a ser vendido nos EUA em março, é o primeiro veículo do mundo com partes da dianteira e traseira feitas de aço de força de tração de 980 megapascal juntamente com outras partes da estrutura da carroceria. O material representa 27% do modelo. A Nissan planeja expandir o uso desse aço, o que aumenta a eficiência do combustível, além de impulsionar o desempenho ao reduzir o peso do veículo.

A Nissan lançou neste mês um plano de sustentabilidade que prevê a redução das emissões de CO² de seus novos veículos em 40% até o ano fiscal 2022, comparado ao ano fiscal 2000. A empresa está desenvolvendo de forma acelerada tecnologias para expandir o uso de aço de resistência à tração para perfazer 25% das peças dos veículos da empresa.

O aço de 980 megapascal desenvolvido com a Nippon Steel & Sumitomo Metal pode ser prensado a frio, tornando-o adequado para produção em massa. Isso também ajudará a conter aumentos no custo do veículo.

Fonte: Nissan New